Blog no Mundo

Total de visualizações de página

Pesquisa

Google Tradutor

24 de set de 2018

Blog dos Assistentes Sociais.#Ele Não“Pela Democracia, pelo Brasil"

Somos diferentes. Temos trajetórias pessoais e públicas variadas. Votamos em pessoas e partidos diversos. Defendemos causas, ideias e projetos distintos para nosso país, muitas vezes antagônicos.
Mas temos em comum o compromisso com a democracia. Com a liberdade, a convivência plural e o respeito mútuo. E acreditamos no Brasil. Um Brasil formado por todos os seus cidadãos, ético, pacífico, dinâmico, livre de intolerância, preconceito e discriminação.
Como todos os brasileiros, sabemos da profundidade dos desafios que nos convocam nesse momento. Mais além deles, do imperativo de superar o colapso do nosso sistema político, que está na raiz das crises múltiplas que vivemos nos últimos anos e que nos trazem ao presente de frustração e descrença.
Mas sabemos também dos perigos de pretender responder a isso com concessões ao autoritarismo, à erosão das instituições democráticas ou à desconstrução da nossa herança humanista primordial.
Podemos divergir intensamente sobre os rumos das políticas econômicas, sociais ou ambientais, a qualidade deste ou daquele ator político, o acerto do nosso sistema legal nos mais variados temas e dos processos e decisões judiciais para sua aplicação. Nisso, estamos no terreno da democracia, da disputa legítima de ideias e projetos no debate público.
Quando, no entanto, nos deparamos com projetos que negam a existência de um passado autoritário no Brasil, flertam explicitamente com conceitos como a produção de nova Constituição sem delegação popular, a manipulação do número de juízes nas cortes superiores ou recurso a autogolpes presidenciais, acumulam declarações francamente xenofóbicas e discriminatórias contra setores diversos da sociedade, refutam textualmente o princípio da proteção de minorias contra o arbítrio e lamentam o fato das forças do Estado terem historicamente matado menos dissidentes do que deveriam, temos a consciência inequívoca de estarmos lidando com algo maior, e anterior a todo dissenso democrático.
Conhecemos amplamente os resultados de processos históricos assim. Tivemos em Jânio e Collor outros pretensos heróis da pátria, aventureiros eleitos como supostos redentores da ética e da limpeza política, para nos levar ao desastre. Conhecemos 20 anos de sombras sob a ditadura, iniciados com o respaldo de não poucos atores na sociedade. Testemunhamos os ecos de experiências autoritárias pelo mundo, deflagradas pela expectativa de responder a crises ou superar impasses políticos, afundando seus países no isolamento, na violência e na ruína econômica. Nunca é demais lembrar, líderes fascistas, nazistas e diversos outros regimes autocráticos na história e no presente foram originalmente eleitos, com a promessa de resgatar a autoestima e a credibilidade de suas nações, antes de subordiná-las aos mais variados desmandos autoritários.
Em momento de crise, é preciso ter a clareza máxima da responsabilidade histórica das escolhas que fazemos.
Esta clareza nos move a esta manifestação conjunta, nesse momento do país. Para além de todas as diferenças, estivemos juntos na construção democrática no Brasil. E é preciso saber defendê-la assim agora.
É preciso dizer, mais que uma escolha política, a candidatura de Jair Bolsonaro representa uma ameaça franca ao nosso patrimônio civilizatório primordial. É preciso recusar sua normalização, e somar forças na defesa da liberdade, da tolerância e do destino coletivo entre nós.
Prezamos a democracia. A democracia que provê abertura, inclusão e prosperidade aos povos que a cultivam com solidez no mundo. Que nos trouxe nos últimos 30 anos a estabilidade econômica, o início da superação de desigualdades históricas e a expansão sem precedentes da cidadania entre nós. Não são, certamente, poucos os desafios para avançar por dentro dela, mas sabemos ser sempre o único e mais promissor caminho, sem ovos de serpente ou ilusões armadas.
Por isso, estamos preparados para estar juntos na sua defesa em qualquer situação, e nos reunimos aqui no chamado para que novas vozes possam convergir nisso. E para que possamos, na soma da nossa pluralidade e diversidade, refazer as bases da política e cidadania compartilhadas e retomar o curso da sociedade vibrante, plena e exitosa que precisamos e podemos ser.”
https://exame.abril.com.br/brasil/empresarios-economistas-e-artistas-lancam-manifesto-contra-bolsonaro/

Publicação

Publicações do Social Social: Livros, brochuras e outros
Clique e faça o download
Notas Técnicas produzidas para o CFESS, por profissionais especialistas em assuntos específicos.
Dia do/a Assistente Social

Postado no Blog

Link 2


Agência de Notícias dos Direitos da Criança - ANDI
Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS - ABIA
Associação Nacional de Docentes de Ensino Superior - ANDES
Central Geral dos Trabalhadores - CGT
Central Única dos Trabalhadores - CUT
Centro de Doc. e Informação do Portador de Deficiência - CEDIPOD
Centro Feminista de Estudos e Assessoria - CFEMEA
Confed. Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social - CNTSS
Confederação Nacional das Associações de Moradores - CONAM
Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação - CNTE
Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - CONTAG
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB
Conselho Indigenista Missionário - CIMI
Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional - FASE
Fórum Nac. dos Direitos da Criança e do Adolescente - Fórum DCA
Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST
Movimento Sindical



Links úteis

PARA SABER OUTRAS INFORMAÇÕES, CONSULTE TAMBÉM OS SITES DAS SEGUINTES ENTIDADES REPRESENTATIVAS DO SERVIÇO SOCIAL

ENTIDADES DE SERVIÇO SOCIAL

Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ABEPSS)

Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social (ENESSO)

Associação Latino-Americana de Ensino e Pesquisa em Serviço Social (ALAEITS)

International Federation of Social Workers (ISFW)

Comitê Mercosul de Associações Profissionais de Serviço Social

Asociación de Asistentes Sociales de Uruguay (coordenação 2008-2010)

CONSELHOS DE POLÍTICAS E DE DEFESA DE DIREITOS

Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH)

Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS)

Conselho Nacional de Educação (CNE)

Conselho Nacional de Saúde (CNS)

Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA)

Conselho Nacional dos Direitos da Mulher (CNDM)

Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência (CONADE)

Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI)

ENTIDADES DA SOCIEDADE CIVIL

Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI)

Associação Brasileira de ONG's (ABONG)

Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Travestis (ABGLT)

Associação Brasileira das Lésbicas (ABL)

abl2006@globo.com

Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA)

Central de Movimentos Populares (CMP)

Centro Feminista de Estudos e Assessoria (CFEMEA)

Central Única dos Trabalhadores (CUT)

Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (COBAP)

Confederação Geral dos Trabalhadores (CGT)

CONLUTAS

Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG)

Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE)

Fórum Brasil do Orçamento (FBO)

Fórum das Entidades dos Trabalhadores da Área de Saúde (FENTAS)

fentas2004@hotmail.com

Fórum Nacional de Assistência Social (FNAS)

fnas.forum@gmail.com

Fórum Nacional de Reforma Urbana (FNRU)

Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (FDCA)

Fundação Cultural Palmares

Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (IBASE)

Instituto de Estudos Sócio-Econômicos (INESC)

INTERSINDICAL

Liga Brasileira de Lésbicas (LBL)

Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua (MNMMR)

Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)

Observatório de Favelas

Conselhos Regionais de Serviço Social - CRESS

Fonte: Extraídos do site do CFESS

ONU Brasil

Formação continuada

Pontos Turisticos do Pará

ASSINE A PETIÇÃO

CFESS se reúne com novo relator do PL do Piso Salarial

Cabanagem 180 anos por Lúcio Flávio Pinto.

MPPA